Logo após a movimentação do executivo mantense ter vetando a bolsa auxilio dos universitários, as Comissões Legislativas se reuniram no último dia 19, para discutir a derrubada do veto do Prefeito Marcelo Oliveira à lei aprovada na casa em regime de urgência.

Providencialmente, o estudante universitário Gabriel Nascimento esteve na Câmara se apresentando como presidente eleito do Grupo de Universitários Matenses, GUMA. Segundo o site da câmara, o estudante teria pedido para conversar com os vereadores e se apresentou como presidente do grupo.   

“Vim aqui porque analiso o veto do prefeito como uma questão de constitucionalidade. Não compete ao legislativo indeferir no orçamento público”.

Em…?

Os artigos 29 a 31 da Constituição Federal dizem que são competências da Câmara de Vereadores: elaborar a Lei Orgânica do Município; fiscalizar e julgar as contas do Executivo; legislar sobre assuntos de interesse local.

A lei orgânica do Município também é clara como água quando diz em seu artigo 50 e 51 que cabe à Câmara Municipal, legislar sobre competência do Município, e especialmente sobre assuntos de interesse local.

Então a aprovação de uma lei que beneficia os estudantes universitários de Mata de São João, não é de interesse local?

Mas o estudante continua em sua declaração ao site oficial da casa legislativa afirmando:

“Sendo que em acordo com o presidente da Câmara nós universitários e o próprio prefeito afirmamos que se o presidente devolvesse o valor que estava seno pago as assessorias de comissão, a prefeitura o investiria 100% nos universitários. Agora compete ao presidente devolver o dinheiro para que o prefeito sancione essa lei”

O que realmente nós não entendemos foi o posicionamento do presidente de um grupo que “deveria” defender o interesse de seus pares, e vinha fazendo isso com força e garra como um leão defende o seu bando, e de uma hora pra outra muda o discurso a favor do executivo municipal.

A polemica está na entrevista completa no site da câmara para quem quiser analisar. Mas uma pergunta fica no ar:

Será que ele fala por todos os universitários de Mata de São João e que dependem de um valor em reais para a manutenção de suas vidas acadêmicas que não é barata, ou será que ele fala só por ele, defendendo uma visão unilateral partidária?

 

Imagens: www.facebook.com/camaradematadesaojoao