O candidato ao cargo de vice-prefeito pelo PL, Aldo Carneiro Dourado, em Luís Eduardo Magalhães/Ba, se tornou alvo, ontem (26), da Operação Desertor, da Polícia Federal, com objetivo de apurar suposto esquema de corrupção eleitoral no último pleito e vai responder o crime em liberdade.

De acordo com a PF, ele é suspeito de receber dinheiro para desistir da sua candidatura, anulando a chapa, para que a disputa ficasse apenas entre dois candidatos e polarizar a eleição, o que aconteceu.

O candidato foi localizado na cidade de João Dourado, mas o mandado de prisão preventiva contra ele foi relaxado pela Justiça Eleitoral porque ele está colaborando com as investigações, ainda segundo a PF.

A ação cumpriu oito mandados expedidos pela Justiça Eleitoral de Luís Eduardo Magalhães de busca e apreensão e um de prisão preventiva, que foram cumpridos na cidade e em João Dourado/Ba.