O prefeito ACM Neto (DEM) anunciou hoje (15) que determinou um corte de 30% no próprio salário pelos próximos três meses por conta do contingenciamento da gestão municipal para as ações contra o coronavírus na cidade. O anúncio foi feito em pronunciamento nas redes sociais. A medida também atinge o vice-prefeito Bruno Reis (DEM), que terá os vencimentos cortados na mesma ordem.

“Temos que dar o exemplo. Não me sentiria a vontade de dar início a uma série de decisões de cortes de economia sem incluir meu próprio salário e o vice-prefeito. A determinação é válida pelos próximos três meses”, declarou o prefeito. Neto também anunciou uma redução de 30% das gratificações dos cargos comissionados da prefeitura.

“Não vamos mexer nos salários bases e sim nas gratificações, os cargos comissionados. Servidores públicos não entram nessa determinação. Pessoas diretamente envolvidas no Covid-19 e nos serviços essenciais, não terão o corte”, declarou o gestor.

Na avaliação do prefeito, o total do conjunto de anúncios contabiliza uma economia de R$ 50 milhões nos cofres públicos. “Espero que o exemplo de Salvador sirva para outras prefeituras. Assim vamos ter mais autoridade de cobrar do Governo Federal as medidas de apoio a prefeituras, para não ter uma quebradeira completa”, acrescentou.