A filha do cineasta baiano Glauber Rocha, Paloma Rocha, criticou a decisão do presidente Jair Bolsonaro de limitar a participação popular no evento de inauguração do novo aeroporto da cidade de Vitória da Conquista, batizado com o nome do pai. O terminal será inaugurado em cerimônia na manhã de hoje, prevista para as 10h.

“Quero esclarecer que repudio o ato do Presidente Bolsonaro, pois considero um oportunismo político com o uso indevido do nome de meu pai e mais um golpe contra a cultura e o cinema brasileiro que se encontra ameaçado pela censura e pela extinção da Ancine . Esta obra foi idealizada no governo Lula e realizada pelo atual Governo do Estado da Bahia”, publicou Paloma, nas redes sociais. 

O terminal foi coberto por tapumes antes da chegada do presidente Jair Bolsonaro, de acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo. A limitação da participação popular também foi criticada pelo governador Rui Costa, que decidiu cancelar a participação no evento de inauguração, assim como a filha de Glauber Rocha.

O aeroporto de Conquista recebeu o total de R$ 106 milhões em investimentos, dos quais R$ 75 milhões foramoriundos do governo federal e R$ 31 milhões da administração estadual.