O Ministério das Relações Exteriores concedeu passaporte diplomático ao líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, Romildo Ribeiro Soares – conhecido como missionário R.R. Soares – e sua mulher, Maria Magdalena Bezerra Ribeiro Soares. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje (4).

Segundo o ato, o Itamaraty liberou os documentos, com validade de três anos cada, “por entender que, ao portar passaporte diplomático, seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior”.

Em junho de 2016, R.R. Soares e Maria Magdalena obtiveram o passaporte especial, mas logo em seguida o documento foi suspenso por uma liminar da Justiça, que considerou que a concessão representava “desvio de finalidade” e “mero privilégio”.

Em abril deste ano, o chanceler Ernesto Araújo autorizou a concessão de passaporte diplomático assinou portaria autorizando passaporte diplomático ao proprietário da Rede Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, e a sua mulher, Eunice Bezerra.