O mundo sofre hoje os efeitos da pandemia do novo coronavírus e, em Mata de São João, para minimizar os impactos da crise entre os músicos, a Prefeitura, através da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) lança ações emergenciais para minimizar os impactos, são eles o auxílio emergencial (Cartão COVID) e a distribuição de cestas básicas, além de apoiar o projeto “Músicos em Cena”.

A Prefeitura já vem distribuindo cestas básicas aos estudantes da rede municipal, a pessoas em situação de vulnerabilidade e a profissionais que foram afetados com a pandemia. Como forma de atender a mais pessoas, a gestão vem ampliando as categorias que irão receber o benefício. “Entendemos que os músicos fazem parte das classes mais afetadas com tudo isso, por este motivo eles passam a integrar o hall de pessoas a serem atendidas. Essa é uma forma de diminuir o impacto causado pela pandemia”, explicou a secretária Aydil Longo. As cestas serão distribuídas aos que já são cadastrados no banco de dados da Secult.

“Todas as medidas para evitar a propagação do vírus são necessárias, é fundamental o isolamento, mas elas impactam diretamente na economia, em especial no setor cultural, que será um dos mais afetados, por isso temos que ter um olhar especial”, pontuou Longo. Um outro projeto onde os músicos serão contemplados é o Cartão COVID, que foi aprovado pela LEI 780/2020.

O Cartão consiste na concessão de benefício eventual no valor de até R$400,00, para ser utilizado no comércio local na aquisição de alimentação, equipamentos de proteção, produtos de higiene, limpeza e afins. Os músicos podem se cadastrar até sexta-feira (01/05), através do contato: 9 8126-1426.

Entendendo a gravidade do problema e se solidarizando com os músicos, a Prefeitura, através da Secult, também está apoiando o projeto “Músicos em Cena”, uma iniciativa dos dos artistas da cidade que também conta com o apoio de diversos empresários. Durante todo o mês de maio, 31 bandas farão lives nas redes sociais, apresentando seus shows, respeitando todas as normas de cuidados orientadas pela Organização Mundial de Saúde – OMS.

A Prefeitura dará todo apoio logístico ao projeto, cedendo espaço, internet e na divulgação da ação. Na sede, as apresentações serão na Casa da Cultura e no Litoral, no Centro de Convenções.

Um grupo de empresários garantiu a quantia de um mil reais (R$1.000,00) para cada atração. Na tela do computador ou celular, terá um QR code para que os fãs assistam aos shows e possam fazer doações. Todo o valor arrecadado irá diretamente para a conta do artista. Cada apresentação terá uma hora e meia de duração, ocorrendo sempre das 20h às 20h30.