Segunda, 06 de Dezembro de 2021
(71) 99921-1917
Geral IBGE

Número de nascimentos na Bahia foi o menor em 23 anos em 2020, aponta IBGE

Salvador teve natalidade mais baixa desde 1974

19/11/2021 07h19
Por: Redação Fonte: Metro1
Número de nascimentos na Bahia foi o menor em 23 anos em 2020, aponta IBGE

Em toda a Bahia, 187.578 pessoas nasceram e foram registradas em 2020. Foi a menor natalidade em 23 anos, desde 1997, quando 178.802 crianças haviam nascido e sido registradas no estado.

Frente a 2019 (quando haviam nascido 196.951 pessoas), houve uma queda de 4,8% no número de registros na Bahia, o que representou menos 9.373 nascimentos. Foi o maior recuo em 19 anos, desde 2001, quando os nascimentos haviam caído 5,0% no estado (menos 11.816 em relação a 2000).

A redução absoluta no número de nascimentos na Bahia entre 2019 e 2020 (-9.373) foi a segunda maior do país, abaixo apenas da verificada no estado de São Paulo, mais populoso do Brasil, onde houve, em 2020, menos 30.529 nascimentos.

No ano passado, houve queda no registro de nascimentos no Brasil como um todo e em todas as 27 unidades da Federação. Foram registrados no país 2.678.992 nascimentos, 133.038 a menos do que em 2019 (-4,7%). Atrás de São Paulo e Bahia, Minas Gerais teve o terceiro maior recuo absoluto (menos 9.045 nascimentos). As maiores quedas proporcionais ocorreram em Amapá (-14,1%), Roraima (-12,5%) e Acre (-10,0%). Nesse indicador, a Bahia ficou em 14o lugar.

Salvador - A queda da natalidade foi ainda mais intensa em Salvador. Em 2020, nasceram e foram registradas 29.731 pessoas na capital baiana, um número 9,3% menor do que o de 2019, com menos 3.049 nascimentos em um ano.

O total de crianças nascidas e registradas em Salvador foi o menor desde 1974, início da série das Estatísticas do Registro Civil, quando 28.787 pessoas haviam nascido e sido registradas no mesmo ano. Naquela época, porém, registros tardios (realizados mais de um ano após o nascimento) representavam quase metade do total (47,9%).

A redução do número de crianças nascidas e registradas na capital entre 2019 e 2020 (-9,3% ou menos 3.094 nascimentos) foi a maior em 20 anos, desde 2000 (-5.271 nascimentos frente a 1999 ou -12,3%).

Todas as capitais apresentaram recuo no número de nascimentos em 2020. Salvador teve a quarta maior queda absoluta, atrás de São Paulo/SP (menos 12.446 nascimentos), Rio de Janeiro/RJ (-4.447) e Brasília/DF (-3.070). Em percentuais, os maiores recuos ocorreram em Rio Branco/AC (-14,8%), Macapá/AP (-13,4%) e São Luís/MA (-13,1%). A queda percentual de Salvador (-9,3%) foi a 8a maior

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.