Terça, 18 de Janeiro de 2022
(71) 99921-1917
Política Tribunal

Tribunal Regional do Trabalho pune juíza com censura por quebra ilegal de sigilo

Teria ferido o Código de Ética e a Lei Orgânica da Magistratura

06/12/2021 07h14 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Bahia Noticias
Tribunal Regional do Trabalho pune juíza com censura por quebra ilegal de sigilo

A juíza Adriana Maria dos Remédios Branco de Moraes está sendo investigada por perseguir, quebrar ilegalmente sigilos e de ter sido parcial no julgamento de ações que envolviam dois rapazes. O advogado João Victor Arantes Silva e o empresário Paulo Afonso de Paiva Arantes apontaram irregularidades na distribuição das ações disciplinares contra a juíza. 

De acordo com o Correio Forense, em sessão plenária no TRT-1, os desembargadores trabalhistas decidiram punir a juíza. Reconheceram que Adriana quebrou o sigilo do empresário Paulo Arantes de forma ilegal, sem a fundamentação necessária para o ato, e que também teria ferido o Código de Ética e a Lei Orgânica da Magistratura ao ter usado clandestinamente os serviços de sua enteada em funções exclusivas de servidores públicos, inclusive na redação de minutas de suas sentenças.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.