Terça, 18 de Janeiro de 2022
(71) 99921-1917
Saúde Saúde

Com equipes desfalcadas pela Covid, médicos ameaçam greve em São Paulo

Com o avanço da variante ômicron e a epidemia de gripe influenza, cerca de 1.600 funcionários da saúde municipal foram afastados

13/01/2022 11h34
Por: Redação Fonte: MSN
Com equipes desfalcadas pela Covid, médicos ameaçam greve em São Paulo

Após aumento no número de casos de Covid-19, e por conta de equipes desfalcadas, exaustas e doentes, médicos da APS (Atenção Primária à Saúde), que atendem nas unidades básicas de São Paulo, farão nesta quinta-feira (13) uma assembleia para decidir se entram em greve. As informações são da Folha.

 Nas últimas semanas, com o avanço da variante ômicron e a epidemia de gripe influenza, cerca de 1.600 funcionários da saúde municipal foram afastados, um aumento de 111% em relação ao início de dezembro.

Os médicos da rede municipal paulistana reivindicam a contratação de mais equipes para atendimento e pagamento de horas extras. Profissionais relatam que estão sendo convocados para trabalhar aos sábados, mas sem pagamento adicional.

De acordo com a médica Vanessa Araújo, representante do Simesp (Sindicato dos Médicos de São Paulo), há equipes desfalcadas em ao menos 50 UBSs visitadas nas últimas semanas. Ela diz que, desde o início da pandemia, muitos profissionais da atenção primária têm deixado a rede municipal por desestímulo e exaustão.

Ainda segundo a Folha, profissionais denunciam que estão expostos ao contágio pela Covid devido à falta de EPIs (equipamentos de proteção individual), como luvas e aventais, além de insumos básicos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.