Domingo, 23 de Junho de 2024
19°C 29°C
Mata de São João, BA
Publicidade

Violência e operações policiais em Salvador já afetaram mais de 20 mil estudantes e 71 escolas em 2023

O índice de aulas suspensas é maior na rede municipal pois tem crianças.

20/10/2023 às 08h01
Por: Redação Fonte: bahia notícias
Compartilhe:
Violência e operações policiais em Salvador já afetaram mais de 20 mil estudantes e 71 escolas em 2023

As diferentes operações policiais e casos de violência em Salvador têm impactado moradores, comerciantes, alunos e professores de algumas comunidades da capital baiana. De acordo com um levantamento da Secretaria Municipal da Educação (Smed), cerca de 22.168 alunos ficaram sem aula entre janeiro deste ano até esta terça-feira (17), quando aconteceu a Operação Noise, no bairro do Engenho Velho de Brotas

Na ocasião, alunos da Escola Municipal Martagão Gesteira ficaram sem atividade escolar por conta da suspensão das aulas. Ainda no mesmo período 71 escolas tiveram que suspender as atividades, por um ou quatro dias, dependendo da localidade em que se encontrava, por conta da sensação de insegurança, conforme indicou a Smed. 

O coordenador da Associação dos Professores Licenciados do Brasil na Bahia (APLB-BA), Rui Oliveira, disse que, além das escolas municipais, as instituições de ensino da rede estadual também foram afetadas. No entanto, as creches do município por receberem crianças sofrem mais riscos com a violência. 

“O índice de aulas suspensas é maior na rede municipal pois tem crianças. Na rede municipal abarca mais crianças, as mães entregam seus filhos nessas escolas, então é muito mais perigoso você sair para deslocar essas crianças do que um adolescente ou adulto”, aponta Oliveira. 

O coordenador explicou ainda sobre os planos e ações com reposição de conteúdos didáticos para que o ano letivo desses alunos não seja prejudicado por conta da suspensão das aulas. 

 

“Os colégios têm um compromisso de reposição. Porém, depende da escola, pois cada escola tem um tempo. Lembro que Valéria ficou uma semana sem aulas, por exemplo. Os colégios têm este compromisso da reposição, mas precisam ter a garantia da ação de proteção para não serem vítimas de bala perdida. [...] As escolas vão conseguir repor conteúdos com uma nova metodologia, inclusive com sábado letivo, já está previsto. Algumas escolas já começaram a ter aulas aos sábados e cada uma tem um plano de ação”, contou Rui. 

CASOS ANTERIORES 

O bairro de Águas Claras foi uma das localidades que teve as atividades escolares suspensas após uma Operação Policial no mês passado. Na ocasião, cinco instituições de ensino não funcionaram e deixaram 1.769 estudantes sem aulas. 

O IAPI foi outro local que registrou escolas paradas após uma operação policial contra o tráfico de drogas. As Escolas Cardeal da Silva e Marcos Vilaça e os Cmeis José da Silva Tavares e Epifânia Silva ficaram sem atividades e 623 estudantes foram afetados, no mês de agosto. 

Outro bairro afetado foi Cosme de Farias, onde três escolas municipais decidiram suspender as aulas também em agosto e deixou 500 alunos sem aulas. 

Uma das comunidades mais afetadas pela suspensão de aulas foi o bairro de Valéria. Na ocasião, mais de 2,6 mil alunos ficaram sem aulas na região.

Como plano para que as aulas sejam repostas e não gerar mais prejuízos no ano letivo dos alunos, a Smed explicou ao BN que o planejamento de reposição é de responsabilidade de cada gestão escolar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Mata de São João, BA
25°
Parcialmente nublado

Mín. 19° Máx. 29°

26° Sensação
0.6km/h Vento
85% Umidade
20% (0.12mm) Chance de chuva
05h53 Nascer do sol
05h17 Pôr do sol
Seg 29° 19°
Ter 27° 19°
Qua 29° 20°
Qui 31° 19°
Sex 29° 19°
Atualizado às 01h04
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 370,563,53 +0,77%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%