A vitória do Fluminense por 1 a 0 neste domingo (11), no Maracanã, foi bastante polêmica. Isso porque o técnico do Bahia, Mano Menezes, chamou à atenção durante todo o duelo. O ex-treinador da seleção brasileira discutiu com Odair Hellmann, deu bronca nos jogadores e, principalmente, reclamou muito da arbitragem.

Tudo aconteceu por causa de dois lances polêmicos. No primeiro, Nino cabeceou na mão de Juninho e o VAR sequer foi considerou a infração. No segundo tempo, Nenê foi derrubado por Gregore dentro da área. Dessa vez o assistente de vídeo assinalou a infração – o camisa 77 converteu. Comentarista da Globo, Sandro Meira Ricci disse que marcaria as duas penalidades.

Mano Menezes, no entanto, perdeu completamente a paciência e reclamou ostensivamente de árbitro José Mendonça da Silva Júnior, a quem chamou de vagabundo e disse que ele jamais voltaria a apitar.

O técnico do Fluminense, Odair Hellmann, foi perguntado sobre a atuação de Mano Menezes no jogo deste domingo. O treinador do Tricolor carioca, no entanto, se recusou a comentar.

“Nada a declarar, próxima pergunta”, disse visivelmente incomodado em coletiva de imprensa.

O comandante aproveitou a ocasião para destacar a superioridade de sua equipe e o merecimento do resultado.

“Fomos efetivos, merecemos a vitória. Fizemos um jogo de muita organização. A equipe trabalhou a bola, quando teve espaço para fazer a transição em contra-ataque também buscou. Criou algumas infiltrações e tabelas na defesa do Bahia… O Bahia se postava muito bem defensivamente, tentava explorar os contra-ataques. Conseguimos evitar. Nosso “ataca-marcando” hoje foi muito bem estabelecido, para não darmos o contra-ataque ao Bahia. Vitória importante. Trabalho do grupo”, completou o técnico do Fluminense.

Na saída do gramado, Mano se recusou a cumprimentar o técnico do clube carioca.