O prefeito de Mata de São João, Marcelo Oliveira, enviou à Câmara Municipal na segunda-feira (04/05), um ofício requerendo a retirada de tramitação, do Projeto de Lei nº 009/2020 de autoria do mesmo, e apresentado em regime de urgência, o qual criava a gratificação para profissionais de saúde que exercerem atividades ligadas ao combate à pandemia da Covid-19 pelo SUS.

A gratificação sugerida pelo Executivo, consistia na concessão de remuneração diferenciada no valor de R$ 200 reais por mês, a ser acrescida aos rendimentos do profissional que estiver trabalhando nas atividades de saúde ligadas ao combate a pandemia. Mas, a Câmara Municipal discordou do valor e os vereadores Agnaldo Cardoso, Paulo Antunes, Beto do Amado Bahia, Paulo Henrique, Pastor Sandro, Elcio Ramayana e Sérgio Bogoió aprovaram por maioria, a emenda ao PL, reajustando para R$ 400,00 a gratificação a ser concedida aos profissionais que estiverem na linda frente de combate ao combate ao coronavírus.

Era para o projeto aprovado entrar em vigor assim que o prefeito sancionasse, porém, o gestor municipal voltou atrás e retirou o projeto de pauta, preferindo assim, negar os 400 reais de gratificação aos funcionários da saúde que atuam na cidade.