Mais de 50 famílias devem ficar desabrigadas na manhã desta quinta-feira, 1º, após uma ação judicial da Caixa Econômica Federal, para reintegração de posse de 57 apartamentos em um condomínio popular do programa Minha Casa Minha Vida, no Jardim das Margaridas em Salvador. O bairro fica localizado na BA-526 (Cia-Aeroporto).

Agentes da Polícia Federal (PF), Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros, além de oficiais de justiça, estiveram no local para retirar os moradores, que teriam ocupado os imóveis de forma irregular.

Uma moradora disse que tem parte dos documentos, mas o ex-marido não assinou o contrato.”Meu ex-marido não foi assinar, porque eu refiz minha vida. Tenho vistoria em meu nome, só não tenho contrato. Fui na defensoria e, no dia 17, entraram com recurso para eu não ter que sair”, afirmou a moradora, identificada como Rose.

Em nota, a Caixa informa que tem amparo judicial para reintegração do imóveis e que foram ocupadas irregularmente, antes da assinatura dos contratos e da entrega aos beneficiários.

Confira a nota completa:

“A Caixa informa que a reintegração de posse de 57 imóveis do residencial das Margaridas tem amparo legal e objetiva a retomada das residências que foram ocupadas irregularmente, antes mesmo da assinatura dos contratos e da entrega das chaves aos beneficiários contemplados pelo programa Minha Casa Minha Vida a que eram destinadas”.