Seis vereadores da base do governo protocolaram, nesta segunda-feira (4), um projeto de Lei que prevê a redução dos próprios salários em 20%, com o objetivo de remanejar os valores para o enfrentamento do estado de calamidade pública na Pandemia do Coronavírus.

A proposta foi assinada pelos vereadores Alexandre Rossi (PSDB), Bira da Barraca (DEM), Jair Bispo (PSDB), Jiló (PSDB), Tiago de Zezo (DEM) e Zé do Relógio (PSDB).

O projeto de Lei 11/2020 prevê ainda redução em 15% dos subsídios dos cargos comissionados da Casa Legislativa que recebem igual ou acima de R$ 6 mil.
O projeto prevê uma redução por dois meses, podendo o chefe do Poder Legislativo, se a queda de arrecadação em decorrência da crise pelo Covid-19 assim exigir, prorrogar os seus efeitos por até duas vezes, em igual período.
“Temos que dar o exemplo. Nesse momento temos que reforças mais ainda as ações contra a pandemia investindo mais na Saúde da nossa cidade”, afirma Jair Bispo.
“O projeto é uma demonstração de que nesse momento de pandemia todos precisam contribuir, sobretudo os agentes políticos, tendo eles sido eleitos ou em cargo de comissão, é hora de dar exemplo a população. Por sinal, nosso povo vem demonstrando o quanto é solidário, são diversas ações com objetivo de arrecadar e distribuir alimentos e produtos de Higiene para quem mais precisa”, destaca Tiago de Zezo.
Agora os autores do proposta aguardam o presidente da Casa, Agnaldo Oliveira (DEM), pautar o projeto para a sessão ordinária desta terça-feira (5), que será presencial e sem a participação do público.