Em meio a uma sessão que prometia ser bem movimentada com embates fortes relacionados as colocações do Vereador Paulo Henrique, em uma rádio local, sobre o contrato da empresa que teria, segundo ele, digitalizado centenas de folhas de documentos em curtíssimo espaço de tempo e usando mão de obra da câmara, como afirmou o parlamentar.

E em meio a discussão do aumento dos salários dos motoristas dos ônibus escolares de Mata de São João, aprovador para o valor de R$1,200,00 e com a pauta bomba enviada pela prefeitura aumentando para R$403,00 o auxílio universitário, com um projeto em vigor de autoria da Câmara Matense aprovado em regime de urgência. Uma proposição surpreendeu os moradores presentes no plenário da Câmara Matense e a quem assistia a live, agora em HD.

O Vereador Jair Bispo do PTB, trouxe à casa um projeto de lei que visa proibir no município de Mata de São João, o uso de canudos plásticos, aqueles que você usa para tomar seu caldo de cana, seu refrigerante, seu Milk shake e por aí vai.

Uma proposta até louvável do ponto de vista da preservação ambiental, tendo em vista que em escala global, os canudos plásticos representam cerca de 0,03% dos resíduos desse tipo de material, informou a Bloomberg Opinion.

Mas essa pauta acaba sendo minimizada já que segundo o Relatório de Limpeza Costeira de 2017 da Ocean Conservancy, o lixo mais comum encontrado nas praias são os cigarros, seguidos por garrafas plásticas, tampas de garrafas, envoltórios e sacolas.

“ No momento em que nós estamos enfrentando uma crise, esse proketo seu traz uma despesa maior principalmente, no comércio de Mata de São João. ” Disse Pastor Sandro, vereador pelo PRB, se posicionando contra o projeto.  

Se a coleta celetiva estivesse institucionalizada no município essa proibição, seria interessante como afirmou o vereador Elcio Ramayana,PP,  que apontou cidades do sul do Brasil que se debruçam sobre o tema mas já alertam que tal proibição, vai aumentar o uso dos copos descartáveis ou a introdução de canudos biodegradáveis que aumentaria ainda mais o preço final ao consumidor, como afirmou o parlamentar.

O vereador trouxe para sua fala o argumento de um programa da SKY, de conversas com pessoas que trabalham no Projeto Tamar, citou pesquisas, mas não o nome e de pesquisadores ou fontes e tentou sustentar a sua tese já recachada pela maioria dos colegas.

Na Bahia a deputada estadual Mirela Macedo, PSD, no início do ano, protocolou um projeto de lei visando a proibição do uso dos canudos no estado dando um prazo de 180 dias para a adaptação do comércio local a nova regra.

A Câmara Municipal de Salvador (CMS) rejeitou o Projeto de Lei nº 24/2018, que propõe medida semelhante para a capital baiana, de autoria do vereador José Trindade (PSL).

E prefeitura de Lauro de Freitas sancionou uma lei municipal que proíbe a comercialização e a utilização de canudos de plástico nos estabelecimentos da cidade. Quem descumprir a determinação pode pagar multa que varia de R$ 300 a R$ 4.800. A lei foi publicada no dia 13 de junho e o Poder Executivo tem o prazo de 180 dias para regulamentar a legislação.

A pergunta feita por todos os Vereadores e pelos que acompanhavam a sessão é: será que o comerciante de Mata de São João está preparado para isso?

A cidade de Mata de São João tem em sua estrutura administrativa a Secretaria de Planejamento, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Trabalho.

  1. Não seria então o caso de uma proposição do aumento na fiscalização das questões ambientais no município?
  2. A criação talvez de um programa de conscientização do matense e do turista, sobre o cuidado com o descarte de lixo?   
  3. Seria talvez a hora de propor que as secretárias em conjunto, trabalhassem para conscientizar seus funcionários e o cidadão sobre a questão ambiental?
  4. Poderia também ser proposto que a Prefeitura de Mata de São João, revisse a coleta de lixo e instaurasse a obrigatoriedade de bares e restaurantes terem uma coleta seletiva, e todo esse lixo ser destinado para as cooperativas e empresas que compram papel, plástico e metais, e o que fosse arrecadado ser diretamente aplicado em programas ambientais.

Com toda essa discussão uma certeza foi geral, sobre a impossibilidade de implantação de um projeto que vai acabar onerando o comerciante, sem uma ampla discussão sobre o tema, e com tantas outras questões ambientais que tomam conta da cidade. Somos totalmente a favo da preservação ambiental e nos posicionamos favoravél aos projetos que protejam o planeta e nosso meio ambiente.  

Confira a lista dos estados e cidades que já proibiram o uso se canudos segundo o site ci.eco.br

Acre
A Assembleia Legislativa do Estado discute o projeto para a proibição dos canudos em todo o estado. Saiba mais aqui.

Alagoas

Maceió
A discussão está na câmara de vereadores na cidade. Saiba mais aqui.

Amazonas

Manaus
A cidade de Manaus discute na câmara de vereadores a proibição do uso de canudinhos na cidade. Saiba mais aqui.

Bahia

Salvador
O projeto está em discussão na Casa Legislativa de Salvador. Saiba mais aqui.

Ceará
A Assembleia Legislativa do Estado discute o projeto para a proibição dos canudos em todo o estado. Saiba mais aqui.

Jijoca de Jericoacoara
O canudo plástico já está proibido na cidade desde janeiro/2019. Saiba mais aqui

Distrito Federal 
O canudo plástico já está proibido em todo o distrito desde Fevereiro de 2019. Saiba mais aqui.

Espírito Santo
A Assembléia Legislativa do Estado sancionou a lei que proíbe a utilização e comercialização do canudos plástico em todo o estado. Saiba mais aqui

Goiás

Goiânia
O canudo plástico já está proibido na cidade desde junho/2019. Saiba mais aqui.

Maranhão
A Assembléia Legislativa do Estado sancionou a lei que proíbe a utilização e comercialização do canudos plástico em todo o estado. Saiba mais aqui

Mato Grosso

Rondonópolis
O canudo plástico já está proibido na cidade desde outubro. Saiba mais aqui

Sinop
Projeto de lei tramita na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Mato Grosso do Sul
A lei passou em primeira votação na Assembleia Legislativa do Estado e seguiu para votação para comissão de mérito. Saiba mais aqui.

Campo Grande
Projeto de lei tramita na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Corumbá
O canudo plástico já está proibido na cidade desde maio/2019. Saiba mais aqui.

Minas Gerais

Betim
Projeto de lei tramita na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Belo Horizonte
Projeto de lei tramita na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Cataguases
O canudo plástico já está proibido na cidade desde setembro. Saiba mais aqui.

Divinópolis
A lei já foi aprovada na câmara de vereadores e aguarda ser sancionada pelo prefeito. Saiba mais aqui.

Ipatinga
A lei já foi aprovada na câmara de vereadores e aguarda ser sancionada pelo prefeito. Saiba mais aqui.

Juiz de Fora
Projeto de lei tramita na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Montes Claros
O canudo plástico já está proibido na cidade desde outubro. Saiba mais aqui.

São Lourenço
Projeto de lei tramita na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Uberaba
O canudo plástico já está proibido na cidade desde maio/2019. Saiba mais aqui.

Paraíba

Cabedelo
A cidade já proibiu o produto nos estabelecimentos, e os comerciantes tem até o final de 2018 para se adaptarem. Saiba mais aqui.

Conde
O canudo plástico já está proibido na cidade desde Agosto e os comerciantes tem até Fevereiro de 2019 para se adaptarem. Saiba mais aqui.

João Pessoa
A proposta está em discussão na câmara de vereadores da cidade desde Outubro. Saiba mais aqui.

Paraná

Cascavel
A lei já foi aprovada na câmara de vereadores e aguarda ser sancionada pelo prefeito. Saiba mais aqui.

Curitiba
Projeto de lei tramita na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Foz do Iguaçu
A lei já foi aprovada na câmara de vereadores e aguarda ser sancionada pelo prefeito. Saiba mais aqui.

Guarapuava
O canudo plástico já está proibido na cidade desde março/2019. Saiba mais aqui.

Londrina
O canudo plástico já está proibido na cidade desde março/2019. Saiba mais aqui.

Maringá
O projeto está em discussão na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Ponta Grossa
O projeto está em discussão na câmara de vereadores da cidade. Saiba mais aqui.

Toledo
O projeto está em discussão na câmara de vereadores. Saiba mais aqui.

Pernambuco

Caruaru
A lei já foi aprovada na câmara de vereadores e aguarda ser sancionada pelo prefeito. Saiba mais aqui.

Recife
O projeto está em discussão na câmara de vereadores da capital desde Agosto. Saiba mais aqui.

Fernando de Noronha
Está proibido em toda a ilha o uso e venda de qualquer plástico descartável, que inclui canudos e copos. Saiba mais aqui.

Piauí

Teresina
O canudo plástico já está proibido na cidade desde maio/2019. Saiba mais aqui.

Rio de Janeiro

Armação dos Búzios
O canudo plástico já está proibido na cidade desde outubro/2018. Saiba mais aqui.

Arraial do Cabo
A cidade foi a primeira do estado a proibir o produto. Lei já está em vigor desde Junho e comerciantes tem até dezembro/2018 para se adaptarem. Saiba mais aqui.

Campos dos Goytacazes
Na cidade está proibida a comercialização e uso dos canudos plásticos na cidade desde outubro. Saiba mais aqui.

Macaé
A lei já foi aprovada na câmara de vereadores e aguarda ser sancionada pelo prefeito. Saiba mais aqui.

Rio de Janeiro – Capital
Pioneira na decisão, a lei já está em vigor na cidade e quem descumprir pode levar multa de até R$ 6 mil reais. Saiba mais aqui.

Rio Grande do Norte
Os canudos plásticos já estão proibidos em todo o estado desde Outubro e os comerciantes tem um prazo de 180 dias para se adaptarem. Saiba mais aqui.

Rio Grande do Sul

Artigo anteriorVitória apresenta novos reforços antes de retorno da Série B
Próximo artigoCâmara aprova texto-base da reforma da Previdência